SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

ser

existe apenas uma natureza fundida de matéria e espírito, a primeira é inerte, a segunda é móvel, ambas não existem separadas, todas as coisas têm espírito, por isso nada é permanente, está sempre em movimento, os peles vermelhas diziam coisas como, espírito da floresta, das montanhas, dos animais, inclusive o do homem.
um corpo sem espírito entra em estado de putrefação, no entanto, o espírito deste corpo podre já estará em outro que está iniciando a vida.
ninguém morre, seu espírito está sempre migrando para outra morada para começar do zero, nada restará das informações do cérebro anterior, salvo a hereditariedade que é uma maneira a parte da natureza preservar os instintos na coluna espinal que penetra o cérebro ativando a glândula pineal a entrar em contato com o mundo astral, o mesmo acontecendo com os animais, com os vegetais e com os minerais.
não existem mundos paralelos, não tem como um corpo ocupar o mesmo espaço do outro.
as dimensões serão sempre três, especulam que o tempo seria a quarta, mas qual o quê, se ele não existe, sei que estou contrariando muitas teorias célebres, mas é o meu ponto de vista.
o universo é único e infinito, cheio de mundos maravilhosos e não-maravilhosos, jesus mesmo foi bem claro, - existem muitas moradas na casa do meu pai.
portanto, estamos sempre existindo, o nosso eu é ilusório, é uma criação do nosso próprio cérebro e ele está contido nas nossas sinapses que trocam informações através dos neurônios, com a morte tudo volta ao nada, assim como aconteceu com as nossas inúmeras vidas regressas, seria uma loucura lembrar de como elas foram.
o importante é existir, to be or not to be?, to be.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...