SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

O "EU"


Discordo de Avicena [980 - 1037] quando ele diz que a alma é distinta do corpo, ora, corpo e alma formam uma unidade e quando o corpo morre, a alma [mente], também, assim como o corpo, ela é formada de átomos, a única coisa que permanece neste caso é simplesmente 
"Eu" [espírito]. Aristóteles dizia que assim como acontece com os animais, a alma humana deixa de existir, donde concluo que a única coisa que permanece é o "Eu", este é parte do espiritual, é eterno, você continua sentindo que existe, só não tem mais nenhuma informação do que foi em vidas passadas, mas, pode voltar ao círculo do tempo e do espaço, por que não?, se foi possível estarmos aqui neste mundo, é possível estarmos de novo, o "Eu" é um todo que se individualiza quando encarnado, a mente [alma] é a ponte entre o "Eu" e o corpo, é perceptível quando vemos os nossos filhos e filhas agindo de uma forma como se já estiveram por aqui em vidas anteriores, observamos isso nos animais, também, o bezerro quando nasce, dentro de alguns minutos já está correndo como se já tivesse feito isso em outra vida, falamos que é o instinto, tudo bem, todavia, por trás dele está o "Eu" do animal, ele não sabe que existe, mas sente a sua existência, se você quiser fazer uma experiência, é só fechar os olhos e não pensar em nada e, deste modo, o sentir que você existe, não conseguirá apagar de sua mente, o "Eu" é um só, sem a alma [mente] e o corpo, todavia tem a possibilidade de se individualizar infinitamente quando passa a fazer parte de um ser vivo, [não tem nada a ver com reencarnação], Schopenhauer afirmava que o cachorro do século passado é o mesmo do de hoje, pensamos como indivíduos, mas o "Eu" é um só, a sensação de estarmos existindo continua a mesma depois da morte física, no dia em que todos os homens pensarem assim, o mundo será bem melhor.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...