SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

domingo, 15 de novembro de 2015

PELES VERMELHAS X CARAS PÁLIDAS


Os filmes que assisti, quando criança, envolvendo peles vermelhas versus caras pálidas, os primeiros eram retratados como bandidos e os segundos, como mocinhos. 
Pois bem, ainda menino, não percebia a terrível injustiça dos cineastas estadunidenses em relação aos verdadeiros donos da terra. Acontece que mesmo assim, eu sentia uma grande atração pelos selvagens, nome injusto dado a eles pelo homem branco. Algo me dizia que a verdadeira História não estava sendo contada.
Não deu outra. Na minha adolescência, embora poucas, começaram a surgir películas mostrando que o índio era realmente a grande vítima. Depois, a famosa carta do chefe Sioux ao presidente dos Estados Unidos, levou-me a admirar mais ainda este povo, que foi massacrado covardemente pela cavalaria americana.
Agora, lembrando-me das tabuletas que anunciavam os filmes no cinema da minha terra [Recreio-MG], nos anos 50, entendo porque os índios pareciam ser mais agressivos que os brancos descendentes dos europeus.
Não querendo ser radical, se não existisse a Europa, o mundo seria bem melhor. Digo isso com um certo embasamento, porque sou formado em História. 
Concluindo, esta barbárie ocorrida recentemente na França, jamais teria acontecido.

anibal werneck de freitas. 
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...