domingo, 15 de maio de 2016

DESTA VEZ PISEI NA BOLA


Diz o ditado, quem se expõe, dá bom dia a cavalo, mas eu não tenho medo de me expor, porque eu vejo nesta minha atitude, uma forma de ser sincero para com as pessoas. De que me adianta ficar fingindo ser uma coisa que eu não sou. Não me sinto bem agindo assim. Veja, por exemplo, cumpri a minha promessa de escrever somente em espanhol, caso a Presidenta Dilma fosse afastada do Governo, no entanto, percebi que a aceitação dos usuários do Face foi uma lástima, poucos me acenaram, não que eu queira bater o recorde de visualização, longe de mim tal coisa, todavia, tenho que cair na real de que não fui feliz no empreendimento e de que não adianta bater em ponta de faca. Minha filha me alertou e ela estava certa. Eu, escrevendo em espanhol, estava na verdade, vendo a coisa pelo meu lado pessoal. Se eu fiquei puto [com o perdão da palavra], devido ao golpe que a Dilma levou, o bom senso neste caso não foi aplicado por mim. Sendo assim, peço desculpas, porque sei que não gostaram do que fiz, mas a gente pode voltar atrás, reconhecendo o erro, sabendo que serei perdoado e que a vida continua com este escriba que está sempre ao seu dispor. Portanto, com o Temer e sem temer, devemos colocar na frente o nosso país, este sim, merece todo o nosso carinho. Não é o Presidente que faz o Brasil. Quem faz o Brasil somos nós, os brasileiros. Esta é a grande diferença. Deste modo, estou de volta ao meu idioma pátrio e com muito orgulho.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A VIDA NÃO É O QUE PENSAMOS  OU DEIXAMOS DE PENSAR.