SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

HERR, UNSER HERRSCHER (part 1)



Uma coisa devo confessar. Quando ouço o canto barroco, ele toca o meu ego. Não sei explicar muito bem. Talvez a humildade do homem perante algo mais elevado [Deus] assimilada na música. O próprio som barroco, neste vídeo, de Johann Sebastian Bach, tem qualquer coisa que podemos chamar de divino. Por outro lado, como professor de História, sempre tive uma predileção muito grande pelo século XVIII em se tratando da música sacra casada com a arquitetura das igrejas. Recentemente, estive em Ouro Preto, e fiquei frustrado pelo fato das igrejas estarem fechadas por motivos justos. Situação esta que vem impedindo apresentações dos músicos que cultivam o barroco. Aqui em Juiz de Fora também ocorreu este ano a triste notícia de que não teríamos em julho o costumeiro e famoso Festival de Música Barroca. Deste modo,
espero que 2016 seja melhor nesta parte.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...