SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

sábado, 31 de outubro de 2015

ONDE ESTÃO OS HIPPIES?



Não. Ser simpático ao comunismo e ao ateísmo são duas coisas demais pra maioria das pessoas. Nem precisa necessariamente ser as duas coisas. Não sei o porquê, mas sinto uma rejeição impressionante quando escrevo a respeito. Até parece que todo mundo está satisfeito com o que está aí. A verdade é que ninguém parece gostar de ver a realidade tal como ela é. Digo isso porque quando desenvolvo um tema que nos leva a refletir, a indiferença é quase unânime. Ninguém nem contesta, pelo menos. Enquanto isso, o mundo anda cheio de notícias ruins. A gente percebe claramente que o capitalismo não deu certo. Se você tem alguns bens, acaba vivendo numa prisão, cercada por grades acompanhadas de aparatos de vigilância. Na rua você pode ser assaltado a todo momento. Pergunto: Isto é vida?. Precisamos desenvolver o nosso modo de ver a vida e não dar continuidade ao que está aí. Minha geração surgiu com ideias novas [os hippies], todavia, acabou se entregando à velharia conservadorista que sempre existiu. Vivemos num cada um pra si terrível. Infelizmente, sinto dizer que nós fracassamos. Estamos deixando um mundo para os mais jovens totalmente materialista. A religião que proferimos é apenas uma estampa. Falar que acredita em Deus é muito fácil. Mas agir da maneira como Cristo nos pediu: Largue tudo e me
acompanhe!. Duvido quem faça tal coisa. É com muito pesar que afirmo: Vivemos um mundo de mentiras.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...