SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

sexta-feira, 8 de maio de 2015

FUTURO INCERTO



A morte é a negação da vida, daí a nossa incompatibilidade para com ela, e, sendo assim, criamos fantasias como a vida além-túmulo para atenuar nosso sofrimento de que somos finitos, afirmando assim, um procedimento normal, porque não seria natural se rejeitássemos o instante. Agora, o problema das religiões é que elas condenam este presente real em prol de um futuro incerto.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A MÍDIA ANUNCIA UMA GREVE, O GREVISTA É O PRIMEIRO AFETADO.