SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

quinta-feira, 30 de abril de 2015

SER PONTE


A bem da verdade, não me interessa saber como começou este mundo e nem o que virá depois, porque o que me chama a atenção é o instante em que estou vivendo, este sim, é o mais importante, nele estou vivendo, existindo e pensando, por isso mesmo, não me incomodo com as especulações religiosas e nem com as hipóteses científicas da origem do Universo, o homem tem que se preocupar com o agora, com o que está acontecendo de bom e de ruim para que a vida seja menos trágica, abrir os olhos para a nossa realidade, melhorar nossas condições existenciais, buscar uma maneira de ajudar o próximo, ser realmente uma verdadeira ponte.

anibal werneck de freitas.

terça-feira, 28 de abril de 2015

ESTAMOS SOZINHOS


Segundo o físico renomado Marcelo Gleiser, não existe arquiteto cosmógrafo e a ideia monoteísta de que tudo está engajado à uma única coisa, já vem sendo refutada desde a Antiguidade até os dias de hoje pelos estudiosos e nenhum deles encontrou Deus, porque fazem isso á luz da ciência que abre a cabeça do homem á conclusão de que tudo parte da natureza. Mesmo assim, nossa razão não tem como entender o mundo porque existe mais coisas que não podemos ver a olho nu e nem com a ajuda de instrumentos. Ao contrário das religiões que não passam do campo da especulação, com 400 anos de ciência, notamos que cada vez perdemos mais a importância no Universo, descobrindo que vivemos num sistema solar completamente morto, tornando-nos neste caso em verdadeiras vítimas à mercê de um mundo tremendamente hostil e sem ninguém lá encima velando por nós, pelo menos é o que sentimos através do seu silêncio e indiferença, caso exista. Como você pode ver, se uma ideia não for bem apresentada, ela perde a credibilidade e aí, ela está explanada para quem quiser contestar com argumentos que possam me convencer e assim, confesso que mudarei de ideia.

anibal werneck de freitas.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

ESTÁ NA BÍBLIA


A Natureza não é perfeita porque ela fez o homem orgulhoso. Aliás, não precisa ir longe, basta olharmos a quantidade de fruta que ela desperdiça nos pés das mangueiras. Ela não tem medida no que produz. E, por outro lado, promove a escassez aleatoriamente, também. Pois bem, ela nos passa a ideia de que as coisas existem por acaso. Elas vão acontecendo de forma desordenada e o homem acaba sendo vítima em grande parte.
Voltando no homem, como já disse anteriormente, este é outro também bem parecido. Tem a mania de grandeza, se acha o dono do Universo. Coitado, é um pobre diabo, que está a mercê de um futuro incerto, é finito, sujeito ao determinismo [nascimento, vida e morte], portador de uma vontade limitada entre o sim e o não, mora num planetinha que pode ser destruído por ele mesmo de uma hora pra outra e que tem um satélite que não serve pra nada.
Isso sem levar em conta os maremotos, terremotos [Nepal], furacões, etc, etc, etc...
Todavia, mesmo assim, o homem teima que ele é eterno, que tem uma vida maravilhosa além túmulo esperando por ele, só que ninguém até hoje voltou pra contar. Os espíritas dizem que conversam com os mortos, mas as mensagens que eles passam são sempre as mesmas, Que está tudo bem, Papai manda um abraço, E não passa disso. Nunca um autor falecido enviou uma obra sua que se perdeu num incêndio. Perdoem-me a franqueza, é triste, mas é verdade e está na  Bíblia, Tu és pó e ao pó retornarás.

anibal werneck de freitas.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

THOMAS JEFFERSON


Se Thomas Jefferson pudesse voltar aos dias de hoje, ficaria estarrecido com o domínio da religião sobre o povo americano, parece-me que ele conscientemente queria um povo sadio, todavia, sua bíblia não foi levada a sério e deu no que deu. É lamentável uma nação que começou tão bem, escambar para as aberrações religiosas que vêm minando o poder no maior país do mundo, grandioso por fora, mas pequenino por dentro e creio que este era o grande receio de Thomas Jefferson. 

anibal werneck de freitas.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

CERTEZA


Os crentes dizem que Deus sempre existiu, já os ateus afirmam que é a Natureza. Até aqui são duas opiniões contrárias, o porém, é que a segunda, nós temos a certeza de que ela é real.

anibal werneck de freitas.

domingo, 12 de abril de 2015

SIMÔNIDES


Quando o tirano Hieron perguntou a Simônides o que é Deus, este, pediu-lhe um dia para pensar, depois, pediu dois e assim, foi pedindo mais dias até que Hieron lhe perguntou porque estava adiando tanto a resposta. Deste modo, Simônides lhe respondeu, Quanto mais reflito, mais a coisa me parece obscura.

*Do livro, História do Ateísmo, de Georges Minois, editora unesp, 763 páginas, 2012.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

A ÉTICA NIETZSCHIANISTA


Guardada as proporções, se Nietzsche fosse contemporâneo, diria que hoje boa parte dos cristãos cultuam mais Dionísio que o Crucificado. Segundo o Cristianismo, o homem tem que celebrar a morte para conseguir a vida eterna. Todavia, o que estamos vendo é a celebração da vida, ou seja, casa bonita, comida farta na mesa, carro do ano, enfim tudo aquilo que contraria os ensinamentos cristãos. A bem da verdade, tanto os eclesiásticos quantos os fieis, dentro das devidas medidas, porque não são todos, vivem de forma bastante incoerente em relação aos evangelhos que pregam a humildade e o desapego às coisas terrenas. Não quero com isso dizer que está errado viver o instante, muito pelo contrário, agora, o que está em jogo é a farsa. Neste caso o ateu é coerente porque não cultua o Crucificado e, deste modo, vive coerentemente seus momentos dionisíacos. Porque, Quem quiser ser livre como um pássaro, tem que amar a si próprio, evidenciando o seu 'eu' em primeiro lugar, Assim falou Zaratustra. Em outras palavras, a ética nietzschianista preocupa com as coisas próximas e com as práticas concretas e, é isso que estamos vendo crescer vertiginosamente no nosso cotidiano.

anibal werneck de freitas.

- A FILOSOFIA É A MINHA RELIGIÃO. - NENHUMA RELIGIÃO É MELHOR QUE A OUTRA, PORQUE A VERDADE É UMA SÓ. - A VERDADE ESTÁ ENTRE O CRENTE E O ...