SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

sábado, 27 de setembro de 2014

A MORTE DE STEVE BIKO



Leia o texto ouvindo a música.

Na vida devemos arranjar caminhos silenciosos para chegarmos até onde queremos. Combater o mal com o mal não resolve a vida de ninguém. Steve Biko, um negro revolucionário, tentou enfrentar o apparteid de frente, acabou levando uma bala na cabeça. Uma vez morto, não pode fazer mais nada. Pode ser que sua atitude tenha influído no fim do apparteid, mas o negro da África do Sul continua na mesma situação de subalterno, vivendo em comunidades pobres que nem um saneamento decente tem. Parece-me que sua morte foi em vão, se ele estivesse vivo, estaria fazendo de maneira sorrateira, procedimentos que certamente alavancariam as condições de vida dos seus irmãos de cor.
É como diz na letra do Farouk Asvat na música aqui proposta, Conduzidos por rios subterrâneos, far-nos-emos ouvir sem sermos anunciados.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A MÍDIA ANUNCIA UMA GREVE, O GREVISTA É O PRIMEIRO AFETADO.