SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

sexta-feira, 2 de maio de 2014

TRISTE HISTÓRIA


Vivemos num mundo real e é para ele que devemos dar toda a devida atenção, tem gente que vive completamente alheio à tudo o que acontece nele, é, como quem diz: Não é comigo!, não é, mas temos o dever de compartilhar com a dor alheia, tem gente que nem jornal compra devido às notícias ruins, quer dizer, não quer perturbar sua vidinha egoísta incapaz de pelo menos se sensibilizar com o infortúnio do próximo, não quer ser perturbada com nada, é muito triste, mas existe gente que se comporta desta maneira e o pior, boa parte deste pessoal não sai da igreja, estão sempre rezando em benefício próprio, completamente apartada do sofrimento humano, além do mais, não gostam de passar com o seu carrão pelas ruas pobres de sua cidade, frequenta os melhores restaurantes e tem a discriminação como uma forma de se mostrar superior, seus amigos são sempre gente que tem bens como: casa, automóvel, iate e por aí vai, enquanto isso o pobre se envolve com religião na crença de que um dia terá uma vida melhor, como aqui na Terra isso será impossível, as religiões prometem um mundo melhor depois da morte. Agora, eu pergunto: Com que certeza o padre ou o pastor tem o direito de proferir tais mentiras. Ao rico, também, é oferecido este mundo melhor, de modo que no fundo o pobre sempre sai perdendo, existe aquela comparação idiota do rico e do pobre serem iguais no túmulo, ou seja, duas caveiras iguaizinhas e aí vem um idiota em dobro e diz: Vejam, o rico teve tudo na vida e o pobre não, mas o que adiantou ter tudo se agora está na mesma situação?, acontece que o idiota, agora,  três vezes, que diz isso, se esquece que o rico gozou a vida e o pobre, não! A única coisa que nos consola é o pobre que morreu não está sentindo mais nada, mas o rico, também. Esta é a triste realidade que abate sobre nós tods os dias.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A MÍDIA ANUNCIA UMA GREVE, O GREVISTA É O PRIMEIRO AFETADO.