SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

quinta-feira, 6 de março de 2014

A VIDA É A GENTE

Escrevo todos os dias, até mesmo quando não tenho um sentido específico, no entanto mantenho a minha tecla sempre voltada para o real, até porque dele dependo para sobreviver, somos seres sujeitos a toda sorte de coisas ruins e se não cuidarmos, dançaremos sem música, a vida é dura por demais, não dá para ficar apegado às coisas que eu não vejo e nem entendo, o que não quer dizer que não tenho fé, claro que a tenho, só que não é uma fé religiosa, é uma fé mais de pé no chão, acreditar mais em mim do que num ser digamos, divino ou coisa parecida, porque tudo isso é fruto da nossa imaginação, anjos, demônios, fadas, duendes, santos, orixás, tudo é criação nossa, não existem realmente, mas não condeno quem acredita nestes seres inexistentes, tem gente que não vive sem se apegar a eles como protetores, pra mim não fazem nenhuma diferença, são como deuses do Olimpo, eu os deixo pra lá, não me preocupo com eles, até porque, eles, se existissem não estariam nem aí pra mim, onde já se viu um deus preocupar com um Anibal, um simples mortal que muitas das vezes não é nem considerado pelos seus semelhantes, imagine por um deus, não tenho a menor dúvida, não estou nem aí pra eles, também, eu acredito muito mais em mim, se eu não sair correndo atrás do que quero, nenhum deles vai me ajudar, agora, se puderem, vão é me atrapalhar, como já fizeram inúmera vezes, isso porque eles são invejosos, portanto, a vida é a gente pisando na nossa realidade o tempo todo, se existe algo além a gente vai saber um dia través do nosso passamento ou não, como diz o Caetano.

anibal werneck de freitas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...