SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

DESPRENDIMENTO DOS DESEJOS

Segundo Schopenhauer, o mundo numênico é o "em si", atemporal e desprovido de espaço, nós só conhecemos o seu efeito, ou seja, o mundo fenomênico, sua mais fiel representação onde espaço e tempo atuam, sendo assim, ambos formam um mundo só, contrariando Kant que os colocava de forma distinta.
Pois bem, acontece que o mundo numênico é a Vontade, causadora dos nossos sofrimentos, porque ela está por trás dos nossos desejos mais básicos, e o mundo você sabe, é muito complicado, de modo que quando não conseguimos o que queremos, passamos a sofrer através de uma frustração capaz de nos levar ao suicídio. Deste modo, Schopenhauer tem uma solução para isso, ou seja, cultivar o Budismo que nos dará um desprendimento dos desejos, fazendo com que nossa alma se torne mais leve.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...