SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O SOBRENATURAL NÃO EXISTE


Pode parecer estranho. As religiões banalizam a vida. Onde a religião impera, a vida perde totalmente o seu valor. Muitos dão sua própria vida até por coisas insignificantes. Outros matam sem dó porque acreditam que suas vítimas terão uma existência depois desta ou então se reencarnarão. Isto tira até a responsabilidade do algoz o que eu acho um absurdo. Tirar uma vida é algo abominável. A vida é uma só. Por isso os ateus prezam por demais a vida. sabem que ela é única. É um privilégio saber que você está vivendo. É a maior dádiva da natureza. Quantos não chegaram nem sequer a nascer. Por pior que seja este mundo, viver é tudo. O que não admito são as religiões que vêm sempre com um papo de outra vida além-túmulo. No entanto, muitos representantes religiosos vivem no maior luxo. Olha a contradição. Se existe uma vida melhor depois desta por que eles não se matam? Aí, eles vêm com o papo de que o suicídio fecha as portas do céu. Gente, é muito grave o que estou falando. A vida é coisa muito séria. Não existe nada além. depois que o seu cérebro morre, nada mais acontece. Você pode me questionar, Tem gente que teve uma experiência quase-morte e voltou falando de um túnel, onde haviam pessoas esperando por ela do outro lado. É muito fácil responder a esta questão, no momento em que a pessoa estava tendo esta experiência, seu cérebro estava funcionando ainda, caso contrário, não teria visto nada. Você pode ir mais adiante no seu questionamento, E as pessoas que afirmam ter saído do corpo e viram os médicos tentando reanimar o seu corpo?. A minha resposta continua a mesma, nosso cérebro cria imagens que nos parecem reais, a pessoa neste momento está num patamar muito forte de estresse e aí, tudo é possível acontecer. Eu por exemplo já sonhei com pessoas queridas que já morreram e eu, me vendo abraçado com elas, parece ate real, assustador, mas não passa de um sonho, e, somente os vivos sonham, porque o seu cérebro está em plena atividade. Portanto, a morte é realmente um descanso eterno. 
O homem medieval não tinha esta consciência de que eram seres especiais em relação aos outros animais até a chegada do Cristianismo com a revelação de que temos uma alma eterna. Não existe nada sobrenatural. Não tem como. Tudo o que existe é natural.  O pensamento, a consciência, enfim tudo que é abstrato é matéria, portanto, natural, ou seja, têm átomos. Nossa mente é oriunda do nosso cérebro povoado de sinapses que são verdadeiros armazéns de conhecimentos adquiridos ao longo da nossa existência. Aquilo que nunca vimos ou ouvimos falar jamais será registrado numa sinapse. E, quando experimentamos algo totalmente estranho, a princípio ficamos completamente desnorteados, sem saber do que se trata ou até mesmo, cegos, como aconteceu com os nossos índios que se assustaram ao ver o mar se movimentar em estranhas ondas bipartidas que vinham em direção à praia durante a chegada dos europeus com as suas caravelas. Totalmente desconhecidas pelos silvícolas, as caravelas ficaram totalmente invisíveis porque não havia nenhum registro delas na sinapse do aborígene. O mesmo vai acontecer com qualquer um de nós se um dia depararmos com algo que nunca vimos.

Anibal Werneck de Freitas.  

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

ATEU [AMOR, TOLERÂNCIA, ESPERANÇA, UNIÃO]

parece uma besteira as letra da palavra ateu se transformarem numa sigla de quatro palavras bonitas e simplesmente coesas para com um mundo melhor: amor, tolerância, esperança e união.
vamos começar por amor, se esta palavra fosse colocada em prática seríamos de uma felicidade sem tamanho. pena que a vida capitalista não nos deixa praticá-la. cada um quer mais que o outro. e assim o amor fica a ver navios.
a segunda palavra, tolerância, é magnífica. como bonito e agradável seria se respeitássemos a opinião do outro, mesmo se ela fosse o contrário do que pensamos. o intolerante geralmente é arrogante porque é um infeliz. ele se acha o dono da verdade e quem não pensa como ele está contra. ora bolas, só pelo fato de não pensar igual não significa que sou inimigo.
já a terceira, esperança, é linda. significa que a gente acredita em tempos melhores. é como diz aquele ditado: "a esperança é última que morre". ditado certo. pura sabedoria. enquanto tiver esperança, existe vida. aliás ela é que nos move a estar sempre ativo. a esperança passa por cima de todos os fracassos, porque a gente sempre acredita que um dia vai conseguir a vitória. o quê seria de nós sem a esperança?
e, finalmente, união, esta significa tudo. sem a união não vamos a lugar nenhum. de que adianta o cantor sem a sua plateia? de quê adianta o professor sem os alunos. mesmo que seja um, dois já formam uma união.
portanto, minhas amigas e meus amigos, pensem bem sobre estas quatro palavras, cujas letras iniciais formam a palavra ateu. coincidência ou não, na minha experiência de vida, tenho visto muito ateu  dando testemunho de tudo o que falei até agora.
vejamos: 
1 - nunca vi um ateu desejando mal a seja lá quem for. Pra mim isso é sinal de amor.
2 - nunca vi um ateu intolerante quando alguém questiona o seu modo de pensar.
3 - nunca vi um ateu perder a esperança naquilo que acredita até na hora da morte.
4 - nunca vi um ateu sozinho, está sempre conversando com alguém independente da sua crença.
deste modo, vamos ficando por aqui.  mas uma coisa eu tenho a dizer. não são todos, todavia, conheço religiosos que são intolerantes ao extremo. sendo assim, a minha opção em ser ateu, [porque já fui religioso e já estudei até em seminário] foi devido à maneira como os ateus vivem. São pessoas que não doutrinam ninguém. você já viu um ateu pregando em praça pública? Agora, se você quiser ser um de nós, é só nos procurar ou passar a ler os nossos blogs, mas aí depende da sua livre e espontânea vontade. É simples, não?

Anibal Werneck de Freitas.
 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

CENSURA RELIGIOSA NA INTERNET




Não credito no Deus cristão. A força criadora deste mundo e que continua criando está dentro de cada um de nós, portanto, ela é ima menente. No entanto, o meu sistema  corretor de texto desconhece a palavra imanente. Donde concluo o seguinte. A pessoa que o fez deve ser religiosa. O problema é que ela agindo assim, está desrespeitando os seus semelhantes, pelo fato deles não pensarem da mesma forma. Veja outro exemplo: a palavra Ateologia não existia no esquema temático da Internet. Quando eu colocava no Google a palavra "Ateologia", ele me corrigia para "A Teologia". Foi preciso sair a obra, Tratado de Ateologia, do filósofo franês Michel Onfrey, para a coisa acontecer. Mas, mesmo assim, o Google continua sob as rédeas da religião. Fui procurar Tratado de Ateologia, ele me respondeu como: Tratado de Patologia. Até quando vamos ficar sob os grilhões da religião. Peço aos responsáveis pela Internet que verifiquem esta falta de respeito para com os que não são crentes. Afinal, os religiosos dizem que somos filhos do Deus deles, mas quando discordamos, nos tratam como filhos do Diabo. Pra mim é um caso de preconceito da parte deles.

Anibal Werneck de Freitas.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

O "LEÃO DE DEUS"

À esquerda, grifadas em amarelo, as frases do texto que saiu na página A18 de domingo de 12 de janeiro de 2014, na Folha de S.Paulo, nos  mostram quem foi Ariel Sharon. Sendo assim, a gente vê que o que ele fez de bom na vida está longe do que fez de ruim. O mais interessante de tudo isso é que este homem ainda foi chamado de o "Leão de Deus". Está aí uma prova contundente do que a religião pode fazer as pessoas pensarem mal. Se Deus é a bondade suprema, segundo os que acreditam nele, por que há de ter um leão ruim deste na sua graça. Das duas: Ou este Deus é também ruim como Sharon ou, então, ele nunca existiu. Eu, particularmente, fico com a segunda.
Que Deus é este que permite a vingança? O que os judeus já fizeram de maldade com os palestinos desde 1948, já ultrapassa em muito o que eles sofreram nas mãos de Hitler. Onde já se viu fundar na marra um Estado dentro do Estado Palestino. Confesso que os palestinos são desorganizados, todavia, eles formam uma nação desde a diáspora judaica provocada pelos romanos. O lugar certo de erigir Israel seria na Alemanha. Pelo que os judeus passaram nas mãos dos nazistas, eles têm todo o direito de revidar. No entanto, preferiram invadir a terra do mais fraco. E, deste modo, deu no que deu. Até hoje, a região que vai do sul do Líbano até à faixa de Gaza não teve mais paz. Quantos morreram em vão. Um absurdo pensar que Deus aprova uma aberração desta. A verdade é que ele nunca existiu. O Deus de Israel é uma invenção dos tempos de Abraão para unir o seu povo que era uma minoria que vivia pressionada pela maioria idólatra na cidade de Ur no sul da Caldeia. Alguns historiadores afirmam que este Deus de Israel foi inspirado no Egito através do Deus Sol de Akenáton, o Faraó Amenófis IV, que implantou o monoteísmo na sua gestão e que foi perseguido pelos sacerdotes que passaram a perder suas prendas que eram oferecidas aos seus deuses. Verdade ou não, o Deus de Israel tem também uma agravante na qual ele tem os judeus como o seu povo preferido. Perdoem-me, isso também é outra bobagem que foi veementemente combatida por Jesus e, por isso mesmo, foi condenado a morrer na cruz. Mas, mesmo a abertura dada por Jesus Cristo [cuja vida os historiadores romanos contemporâneos nunca registraram], do Deus de Israel ser de todo o mundo, a gente vê que muitos dos seus seguidores também fazem a mesma coisa, ou seja, perseguem os que não são crentes [o maior legado cultural do mundo antigo, ou seja, a Biblioteca de Alexandria, foi destruído pelos cristãos, um bando de ignorantes na época] e por aí as coisas vão caminhando.
Ariel Sharon morreu, isso não quer dizer nada, porque o Deus justiceiro de Israel continua vivo e, pelo visto,  ainda vai espalhar muita maldade até no dia em que o homem parar de acreditar nele e vê que todos nós somos iguais e irmãos, todos, filhos da Natureza.

Anibal Werneck de Freitas.

domingo, 12 de janeiro de 2014

A FUNAI ESTÁ NUMA FURADA


A FUNAI (Fundação Nacional do Índio) foi criada para demarcar as terras indígenas e não para se sujeitar aos interesses dos ruralistas que já provaram sua aversão aos verdadeiros donos de Pindorama. Eles [ruralistas] só querem saber de lucros. Está para ser aprovado e vai ser aprovado o projeto em que o Ministério da Justiça será o mediador, caso não haja acordo entre os índios e os ruralistas, segundo a Folha de S.Paulo de domingo, 5.1.14.
O documento novo de demarcação já foi enviado às partes  interessadas: os índios (donos de Pindorama), ruralistas (fazendeiros) e órgãos do Governo (parlamentares). Sendo assim pergunto: Quem vai ganhar esta pendenga? Não precisa responder. Embora tenhamos um Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que é um homem sério e honesto, e que, infelizmente, vai enfrentar uma barra pesada. Sua luta será contra a correnteza que se chama, agronegócio. O próprio Governo, não declaradamente, sempre se mostrou a favor das coisas que dão riquezas. O problema é que esta riqueza fica mais nas mãos de poucos do que nas de muitos. E os índios? Estes sofrerão as consequências piores possíveis. O agronegócio destrói a natureza. E os índios vão viver do quê? Só para você ter uma ideia. De 1997 até 2013, o saldo da balança do agronegócio saltou de 15 bilhões de dólares para, veja bem, 80 bilhões. É mito dinheiro. Como já disse. O que adianta se a maioria não vê a cor deste dinheiro. O Governo vê parte deste dinheiro que acaba sendo mal administrado. Já os senhores donos do famigerado  agronegócio se tornam cada vez mais poderosos. Enquanto isso os índios ficam na merda. Tribos estão sendo dizimadas, ora pela violência, ora pela cachaça. Esta é a triste Pindorama que eu vejo pintada na imprensa séria que ainda existe neste país.

Anibal Werneck de Freitas.

LEI DE MEIOS, É PRECISO!




Pindorama precisa seguir o exemplo da Argentina. Ter também a sua Lei de Meios. El Clarín, a Globo de lá, está sendo atuada pelo governo a não ter o direito de externar a opinião de uma minoria mandatária. Os meios de comunicação têm que ficar nas mãos do povo. O mesmo tem que acontecer aqui no Brasil. As comunidades é que têm o direito de ter seus veículos de difusão da opinião pública. Aqui no Brasil é uma vergonha. Não tenho nada contra o Roberto Carlos, mas dá nojo vê o seu show de final de ano com uma plateia repleta de atores da Globo. É realmente um nojo. Uma panela ridícula. O povo onde está? está a ver navios. Nossa Presidenta, com todo o respeito, tem que sair do casulo e fazer o que a sua colega argentina, Cristina  Kirchner, está fazendo, ou seja, peitar a Globo. A isso chamamos de Democracia. Coisa que ainda não temos em Pindorama. Aqui se a gente sai reclamando pelas ruas, a polícia já chega batendo na maior ignorância. Estão obrigando o povo a se armar também para se defender. Porque nestas horas a polícia fica sempre do lado dos poderosos que não querem perder um centavo do maldito dinheiro que eles não vão levar para o túmulo. De certa forma, a presença dos Black Blocs é fruto da maneira como a tropa de choque trata os seus compatriotas. A vergonhosa mídia os chama [os Black Blocs] de baderneiros porque eles não estão do lado dela. Portanto, Presidenta Dilma, faça com que esta Lei dos Meios seja uma realidade em nossa Pindorama. Aí sim, vou começar a acreditar que a Democracia está começando a chegar no nosso país.

Anibal Werneck de Freitas.

MAIS UMA DO GAROTINHO


Na Folha de S.Paulo. Domingo. 5/1/2014. Uma matéria me deixou estarrecido. Trata-se do político evangélico Garotinho. Pois bem. Na sua campanha à Governador do Estado do Rio de Janeiro. Segundo o jornal.  Ele, o Garotinho, está distribuindo um kit contendo um livro, uma camiseta e uma carteira personalizada. Além disso, uma frase está sendo proferida por ele assim: "Eu oro por você e você ora por mim". E o Garotinho ainda diz: "A oração é a chave que move o coração de Deus. Creia nisso". Ora bolas. A gente está vendo que ele está abusando da boa fé dos fieis para fins eleitoreiros. Ele, na verdade, está subestimando a nossa inteligência. Está dando um Diploma de Burro [perdoe-me o animal] pra todo mundo. E depois, que Deus é este que aceita tal desrespeito em seu nome?. Será que ele, o Garotinho, se esqueceu da passagem do Evangelho, onde Jesus expulsa à chicotadas os vendilhões do templo? É por isso que eu não acredito no Deus desta gente. Porque se ele [Deus do Garotinho] fica calado com tal descalabro, me faz pensar duas coisas: 1) Se existe e está calado, é porque consente com a sujeira, e; 2) Ou então não existe realmente. Particularmente fico com a segunda hipótese.
Todavia, a coisa não fica por aí. Nosso Garotinho ainda tem a coragem de dizer para a imprensa que ele está distribuindo estes kits sem nenhum interesse eleitoreiro e, o mais interessante é que o kit só pode ser distribuído no Estado do Rio, onde 60% da população é evangélica.
Portanto, minha gente, durma com um barulho deste. Perdoem-me os brasileiros. Uma campanha desta na Argentina iria dá num panelaço sem tamanho. Infelizmente. Fico muito triste com o tamanho do atraso em que nós brasileiros vivemos. Também pudera. Quase ninguém tem o hábito da leitura. A culpa é histórica. A elite nunca fez nada para educar o povo brasileiro como uma nação. E, hoje, quando o povo começa a abrir os olhos, vem a Grande Imprensa [comandada por uma meia dúzia de famílias ricas e poderosas] demonizando as passeatas como se elas fossem culpadas do quebra quebra que sempre acontece nessas ocasiões em qualquer parte do mundo.
Tenho vergonha de ser brasileiro neste ponto. Se um Garotinho é capaz de fazer tal aberração, o que mais pode acontecer de ruim? Tudo!

Anibal Werneck de Freitas.

OS MÉDICOS DE CUBA




 

O que esta elite brasileira está querendo, afinal? Nossos médicos não querem ir para o interior. Só lhes interessam as regiões leste e sul e, assim mesmo, os grandes centros urbanos. Pois bem, a elite então, está criticando a vinda de médicos cubanos contratados pelo Governo para trabalharem nas zonas defasadas, ou seja, nas regiões mais carentes, onde o índice de mortes prematuras é muito grande.
Não dá realmente para entender esta atitude tão anti-patriota. Será que a nossa elite não conhece a eficácia da medicina cubana? Maradona quando se sente mal, a primeira coisa que ele faz, é viajar para Cuba afim de se tratar melhor. Cuba tem médicos trabalhando na África e segundo as estatísticas, eles têm salvado a vida de muita gente.
Pindorama não merece esta elite que só visa o seu lado. Será que a causa desta reação ridícula é o que estou pensando? Não pode ser. Será que a nossa elite está achando que os médicos cubanos representam uma ameaça ao nosso sistema capitalista? Não pode ser outra coisa a não ser isso.
Pra essa gente que não quer perder um palmo da sua riqueza, o falecido comunismo ainda continua como um zumbi rondando suas posses, um absurdo se for esta a razão de tamanha aversão. É simplesmente patético.

ESPÍRITO DE SERIEDADE [Sartre]


Se o mundo continua sempre o mesmo, não significa que isso seja a vontade de Deus, até porque ele não existe, é apenas uma invenção humana para justificar o injustificável. portanto, o que existe mesmo é o conformismo dos indivíduos que aceitam estes valores universais de que sempre existirão o rico e o pobre e, deste modo, se acovarda perante esta situação, fugindo da sua responsabilidade, porque se somos livres, podemos mudar este triste panorama que só favorece uma minoria privilegiada, Sartre denomina a isso de Espírito de Seriedade. 

anibal werneck de freitas.

AS MÁXIMAS DE A TEU INSTANTE

- No Brasil, a oposição quando vence, só muda a cara da situação.
- O Brasil está sendo um negócio da China para os chineses.
- Se as fábricas estrangeiras forem embora do Brasil, nós, [os brasileiros], ficaremos lambendo sabão.
- No Brasil, a única prisão certa é o túmulo, dele não tem como escapar.
- Em Pindorama é assim, o grupo 'Time-Life' se associou ao jornal 'O Globo', com a intenção de controlar o povo brasileiro, como porta-voz do conservadorismo e do entreguismo do Brasil.
- A 'Rede Globo' vem se manifestando totalmente responsável pela baixa estima do povo brasileiro devido à sua programação de nível duvidoso, evitando sempre realçar os nossos valores culturais, se transformando assim no maior veículo de alienação do povo de Pindorama. 
- Graças à 'Rede Globo', nossos valores culturais ficaram enterrados com a extinta 'TV Tupi' que foi totalmente ignorada pelo governo ditatorial militar que estava em conluio com a 'Tv Globo' que cresceu em audiência vertiginosamente depois deste triste acontecimento.

- Não sou contra os jornais que só apontam os erros do governo bem como as mazelas políticas, também.
- Sou contra o fato de que os noticiários só ficam batendo nesta tecla.
- Isso só serve para denegrir a imagem do nosso país,  frente aos demais, fazendo com que a auto estima do brasileiro fique lá embaixo.
- Raríssimas são as vezes em que a mídia realça o nosso orgulho de ser brasileiro, ultimamente, de forma bem acanhada, ela [a mídia] evidencia o futebol, onde os nossos jogadores mal sabem cantar o hino nacional, uma vergonha que precisa ser corrigida.
- No Rio Grande do Sul, por exemplo, não faz muito tempo, enquanto tocava o hino nacional, a torcida cantava o, do estado, ou seja, um estado dentro do outro, presumo, ali, achei, que o governo tinha que intervir, isso é abusar da liberdade, mas os gaúchos não têm muita culpa porque não temos o costume pátrio como os estadunidenses, falta-nos um Hugo Chaves para enfrentar tal situação.
- Pois bem, nossa mídia faz de conta que impinge o amor patriótico e nós, não reclamamos de nada, e assim, Pindorama fica em segundo plano.
- Os estadunidenses, por exemplo, nos dão uma lição neste ponto, eles participam das decisões políticas, na maioria das casas tem sempre uma bandeira, se não tem do lado de fora, tem do lado de dentro, os meios de comunicação enaltecem sempre o país e seus feitos, fazendo sempre uma crítica construtiva nos erros que a união comete.
- Aqui, a grande imprensa, além de ficar falando só dos pontos negativos do país, ela ainda toma partido, ou seja, faz de tudo para colocar os tucanos de novo no poder, Pindorama não merece esta imprensa escrita e falada que tem, eles conseguem fazer o brasileiro ter vergonha do seu país, por outro lado, as escolas, também, têm muita culpa, porque não mantém no estudante o amor pela sua pátria.
- Sendo assim, está na hora de resgatar este orgulho pátrio, dizendo bem alto:
- Salve, Pindorama!
- Os quatro cavaleiros do apocalipse político de Pindorama: Dilma, Eduardo, Aécio e Marina.
- Na Inglaterra, o cigarro será vendido debaixo do balcão sob receita médica, enquanto que aqui, em Pindorama, os maços continuam expostos nas vitrines.
- O Morro do Alemão que era polaco virou novela com direito a tiroteios para assustar os turistas que passam nos teleféricos.
- No parecer do governo brasileiro, o tabaco é mais forte que as doenças que ele provoca. 
- Só pode ser insana, a pessoa que defende o deputado Feliciano que teve a coragem de dizer que o negro é uma maldição da Bíblia.
- O Ombudsman do povo que está sendo montado na Argentina está longe de ser montado um similar em Pindorama.
- Os médicos de Pindorama não querem atender a demanda interiorana e, quando o governo contrata os de fora, eles reclamam, não dá para entender.

Anibal Werneck de Freitas.



OS 111 MORTOS DO CARANDIRU



                                   Foto da Folha de S.Paulo

O brasileiro está perdido em todos os sentidos, é só pegar os jornais para ver o que estou dizendo, através das notícias, a razão de tudo isso está no fato de que a maioria só lê futebol e telenovela, um povo assim, só pode está perdido num mato sem cachorro, sem pai e sem mãe. Para você ter uma ideia, a Folha de S.Paulo trouxe uma manchete enorme assim, Oito Estados já gastam mais do que arrecadam. Se autoridades fazem isso é porque o povo está perdido, não tem onde atracar o seu barco, está à deriva em alto mar. Você veja bem, o mandante da matança dos 111 presos no presídio Carandiru está sem punição e ninguém vai pra rua reclamar, a maioria não sabe disso, porque quem não se intera do que acontece no país  através da imprensa escrita, fica a ver navios na televisão, por outro lado, no nosso país [Pindorama], por pouca coisa estão matando, vivemos uma realidade trágica, uma vergonha para o mundo lá fora, e por aí vai esta merda, com o perdão da palavra.

Anibal Werneck de Freitas.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

SIDA - anibal werneck de freitas

UM BARCO SEM PORTO

Confesso. Há cinco anos, resolvi ser ateu. Completamente materialista. Digamos um Drauzio Varela ou um Saramago. No entanto, minha tranquilidade foi pro brejo. Não esperava por isso. Achei até que iria me sentir melhor. Qual o quê. Fiquei pior. Tanto assim que hoje eu faço parte do time da tarja preta. Quem teve uma formação religiosa como a minha, o que fiz, foi uma violência. Apesar de tudo, foi bom o que me aconteceu. Com isso, passei a ter uma outra concepção de Deus. Do Deus transcendente que deixei de acreditar, passei a aceitar o Deus imanente. Aquele que está em todos nós. Depois vi que muita gente, até religiosos, pensam desta maneira, também. Leonardo Boff é um deles. Sendo assim, Deus voltou a fazer parte da minha crença. Não sou religioso. Mas creio num Deus como um Força Cósmica que faz parte do Universo e do Homem. Na verdade é a minha Santíssima Trindade. Ou seja: Pai = Força Cósmica, Filho = Homem e Espírito Santo = Universo.
Agora sim. Meu barco encontrou o seu porto seguro. Deixou de ficar ao sabor das ondas da ignorância. Sei que para os religiosos, mesmo assim, continuo ateu. Mas um ateu mais atenuado. No oceano da vida, eu me sinto um barco que tem onde se aportar. Às vezes fico à deriva com as minhas indagações. Todavia sei que tenho sempre um porto para me tranquilizar e recobrar as minhas forças. Nesta vida, temos que ter alguma coisa além do nosso mundo visível para termos a coragem de enfrentar as enormes ondas que ela, a vida, nos apresenta. É isso aí.

Anibal Werneck de Freitas.

- A FILOSOFIA É A MINHA RELIGIÃO. - NENHUMA RELIGIÃO É MELHOR QUE A OUTRA, PORQUE A VERDADE É UMA SÓ. - A VERDADE ESTÁ ENTRE O CRENTE E O ...