SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O JOGADOR DE FUTEBOL NESTE PAÍS É TUDO, JÁ O PROFESSOR...

 Quero antes de tudo deixar bem claro aqui, que sempre gostei de futebol, torço pelo meu time com a mesma paixão de ontem, aprecio um bom jogo pela televisão, pra mim este esporte é pura arte, o estádio é um lugar realmente mágico, as torcidas vibrando formam um momento único, enfim, amo o futebol, ver a bola rolando no gramado me dá um imenso prazer. Na mesma intensidade, sinto pela escola, como professor, pra mim é um templo sagrado, coisa dos deuses, um instante onde nos libertamos da ignorância, tal como Prometeu, sempre roubando das divindades o fogo do saber e, deste modo, questionando o mundo que nos cerca, transformando-nos em gente. Mediante os dois pareceres aqui mencionados, o da bola e o do livro, temos um empate, no entanto, infelizmente, no nosso cotidiano, na realidade, na prática, o livro vem perdendo de carroçada da bola, o livro só consegue bola na trave e olhe lá.

 Anibal Werneck de Freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO

Confesso que não estou aguentando mais este silêncio de Deus frente aos horrores que vêm acontecendo no planeta. Será que as religiões estão...