SEMINÁRIO N. S. APARECIDA

terça-feira, 31 de julho de 2012

O RESPEITO PELA ESCOLHA


Os meus protestos para com as religiões são os preconceitos que a maioria delas geram Entre as pessoas, as mentiras criadas para justamente amedrontar os fiéis, ameaçando-os quando questionam ou descumpram alguma ordem e, por fim, a lavagem cerebral , a pior de todas as ações praticadas a favor do interesse de uma minoria dominante. Devo deixar bem claro que, mesmo com tudo isso, não sou contra elas, muita gente não consegue encarar a realidade, por isso precisa acreditar em alguma coisa, mas não ao ponto de sacrificar sua vida, sua única certeza, eu, por exemplo, acredito só no momento em que estou vivendo, não consigo ir além e, você pode até me perguntar, Como você consegue viver feliz sabendo que a morte é o fim de tudo, Minha resposta é muito simples,  aceitando a morte como algo natural e necessário, valorizando a vida como o bem mais precioso do universo e o privilégio de que estou existindo, não me interesso por mais nada, até porque não tem nada mesmo esperando por mim depois desta, Mas você não acredita no céu prometido pelas religiões como a última morada dos bons, Confesso que não, aliás eu acho esta ideia muito infantil, e põe infantil nisso, muitos perdem a vida acreditando nesta ideia fantasiosa, você pode reparar, as pessoas que vivem em países onde a religião domina totalmente, como por exemplo, os do Oriente Médio, parecem não dar o mínimo pela vida, por qualquer motivo estão se sacrificando, fazem tudo isso porque acreditam numa recompensa depois da morte, ou seja, um paraíso onde haverá só alegria. Agora, tem uma coisa, apesar de ser contra essas ideias religiosas, eu as respeito, o caminho que elas tomam na vida, só não respeito quando as religiões enfiam suas ideias goela abaixo das crianças, porque ninguém nasce religioso, tem que haver um respeito da pessoa escolher o seu caminho, disso não abro mão.

Anibal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A MÍDIA ANUNCIA UMA GREVE, O GREVISTA É O PRIMEIRO AFETADO.