terça-feira, 29 de novembro de 2011

ESTA MARAVILHA CHAMADA INTERNET

sem a internet jamais conseguiria mostrar o meu trabalho de escriba para um público maior, isto era privilégio dos famosos, pois bem, a internet está pondo um ponto final nisso, qualquer um, hoje em dia, pode colocar a sua obra ao alcance do mundo inteiro, os únicos problemas que ainda perduram são, 1º) a propaganda que a mídia faz dos seus escribas e, 2º) o preconceito que ainda existe em relação ao escriba que não é famoso, muita gente acha que ele é pretensioso, um absurdo, é pura ignorância, tem muita coisa boa que não está na mídia, aliás, a dita cuja, ultimamente, só tem mostrado, na maioria das vezes, nesta questão, um nível muito baixo, através de um interesse puramente comercial , mas isso está com os dias contados, os da tv, também. na internet, a gente vê o que quer, já na tv, a gente vê o que eles querem, é tudo programado, ou melhor, direcionado.
certo dia, um amigo virou pra mim e disse, fazer entrevista com pessoas comuns não é interessante, isto só funciona com as famosas, eu olhei pra cara dele e pensei com os meus botões, este estudou numa faculdade e pensa assim, imagina os que não estudaram, o plim-plim domina a massa, todavia, um dia vai deixar de ser assim, porque eu acredito na internet que veio para ficar, graças a ela estou mostrando um trabalho que dediquei uma vida inteira nele, tenho o direito de mostrá-lo como qualquer outro da mídia, não me julgo superior a eles, mas também não me julgo abaixo, tanto assim que tenho a coragem de expor com todas as letras, os textos que sempre fiz com muito amor, quem me conhece sabe disso, ou seja, feitos sem forçar a barra, uma coisa que flui naturalmente dentro de mim, portanto, meu caro ou minha cara, enquanto viver, estarei expondo as minhas ideias nesta maravilha chamada internet, é isso aí.

anibal werneck de freitas.

domingo, 27 de novembro de 2011

NÃO EXISTE NADA ALÉM DA VIDA



longe de qualquer credo sigo o meu caminho certo de que a vida é só aqui, quem se julga feliz por viver muito tempo, na verdade, adia o seu sofrimento que um dia terá de enfrentar, quem vai embora muito cedo é mais sortudo, não precisará passar por coisas ruins que esta vida sempre nos reserva, passamos momentos mais ruins do que bons, todos nós no dia a dia sempre enfrenta algum dissabor, os ciganos choram quando nasce uma criança e se rejubilam com a morte de um dos seus, pois veem nela a liberdade total do sofrimento, os budistas tem o nirvana como o fim da existência, as reencarnações são como maldições, não existe coisa melhor como o não existir, pensando bem, o mundo é uma grande ilusão, sua beleza é aparente, efêmera, agora, se você tem boa saúde aproveite os bons momentos que existem nela, não deixe as religiões tolherem a sua liberdade, faça o que lhe aprouver desde que não prejudique o próximo, o mundo está aí por acaso, alguma coisa tinha que acontecer porque o nada não existe assim também o sobrenatural, somos na verdade vítimas, ainda bem que existe a morte para nos libertar, grosso modo, felizes são os mortos, não sentem mais nada, nem a felicidade, porque não dá pra ser feliz sabendo que a maioria do nosso planeta passa fome, os mexicanos têm um tratamento muito interessante para com a morte, eles até festejam o seu dia, portanto, a morte é a maior dádiva da vida no conceito deles, 'navegar é preciso, viver não é preciso', os portugueses estão certo, a única coisa compensadora nesta vida é fazer pelo outro, diminuir um pouco o seu sofrimento, é, na verdade a única razão desta nossa existência, uma criança que nasceu morta, foi realmente poupada deste sacrifício que é viver, você pode me chamar de pessimista, mas se parar um pouco para pensar como é realmente a vida, você me dará razão.
veja bem, o nosso tempo de vida é muito curto e, como se não bastasse, morremos antes da morte física com a chegada da velhice que nunca foi a melhor idade, é conversa fiada, sou pé no chão, não vale a pena se apegar às coisas deste mundo e nem se deixar enganar pelas promessas religiosas, é tudo um conto de fada, não existe nada além, na bíblia tem uma grande e única verdade, 'tu és pó e ao pó retornarás'. Portanto, aproveite a vida, curte o que existe de bom nela, porque brevemente estaremos no descanso eterno, amém.

anibal werneck de freitas.

sábado, 26 de novembro de 2011

ALMA DA MÚSICA


alma da música, realmente uma alma que nos envolve completamente, sua força inebriante nos faz sonhar acordado, marco perfeito de tudo aquilo que acontece com a gente, basta tocar uma música e nós somos transportado para o nosso passado. leve como uma pluma, a alma da música desce sobre nossas cabeças acariciando nossa existência, não consigo conceber nossa vida sem a alma da música, imagine um filme sem trilha sonora, torna-se uma coisa morta. não há vida sem a alma da música, mercedes sosa y horacio guarany dizem tudo na canção, si se calla el cantor, no seguinte verso, 'si se calla el cantor, calla la vida'.

anibal werneck de freitas.

AFRO DITE SUAS ORDENS

dentro da maioria esmagadora dos brasileiros  o lado africano dita as suas ordens que procedemos não perceber por motivos estritamente preconceituosos, geralmente nós nos gabamos de ser descendentes de portugueses, italianos, alemães, espanhóis, mas nunca de sermos oriundos dos africanos que vieram para cá como escravos, é um orgulho besta que herdamos talvez da arrogância europeia que nunca dispensou uma negra na hora do coito, deste modo é preciso reconhecer nossa descendência afro que não tem nada de errado, pelo contrário, deveríamos ter orgulho de pertencermos a um povo que edificou um país chamado brasil. sendo assim, está na hora de acabar com este preconceito ridículo e abraçar de vez esta cultura que tem muito mais de verdadeiro e real no nosso cotidiano, porque na verdade somos mais afros que europeus, está na hora de acabar com esta mentira, nosso sangue corre na américa africana e não na europeia, portanto, afro, dite suas ordens e nós as cumpriremos com rigor.

anibal werneck de freitas.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

MEU INSTANTE, MINHA ÚNICA CERTEZA



ninguém tem na lembrança o dia em que pediu para vir a este mundo, nem tão pouco da entidade que viabilizou esta situação, a única coisa que está registrado em nossa memória é o momento em que nos damos conta de estarmos aqui, isso geralmente acontece por volta dos quatro anos, aí, já é tarde, não tem volta, e assim, vamos aos poucos descobrindo um mundo que não é lá essas coisas, parece até que estamos pagando alguma dívida, é muito estranho pagar por uma coisa que você não tem a menor ideia do que seja, as religiões falam de um tal pecado original, mas isso para mim é muito vago, não faz nenhum sentido, acredito sim, que tem algo pela frente, não me atrevo a dizer o que seja e nem quero saber, quero viver o meu instante, a minha única certeza.

anibal werneck de freitas.

LAMENTÁVEL


Foi lamentável o que aconteceu com o ditador Khadafi, ninguém merece tal sorte, por pior que seja, mesmo sendo ele [Khadafi] que ceifou a vida de muita gente, tirado brutalmente do esconderijo, torturado por uma multidão, espancado e morto por tiros que lhe atravessaram o crâneo, o algoz virou vítima dos seus algozes, há fontes que falam até de sexo que fizeram com ele na hora do cadafalso, condenado à morte sem defesa, os rebeldes procederam de forma desumana, donde concluo que a Líbia está saindo dum poder ditatorial para entrar em outro, o conluio com o Ocidente tornou tudo isso possível, ou seja, o fim de Khadafi.
O corpo inerte e ensanguentado do Khadafi não ficou por aí, foi estirado no chão de uma casa para que toda a multidão o visse num estado humilhante, até crianças fizeram fila para o ocorrido, foi realmente lamentável, a que ponto o ser humano chega com a sede de vingança, sendo assim,  fica a minha pergunta, Onde Deus entra nesta história.

Anibal Werneck de Freitas.

A ATEOLOGIA É SIMPLESMENTE HUMANA


A grande diferença da Ateologia para a Teologia, corrige-me se estiver errado, está no fato de que a primeira tem os pés no chão, como nos mostra Nietzsche na sua obra, Origem da Tragédia, quando diz algo similar, embora suscetível à discussão, referindo então, à problemática existencial mas, mesmo assim, deixa claro que a ciência precisa da arte para se realizar e, por sua vez, a arte necessita da vida para se concretizar, e assim, Nietzsche passa a ver a ciência sob a ótica do artista e a arte sob a ótica da vida, donde concluo que a religião é uma espécie de arte, com uma única e triste diferença das demais, pela razão dela influir no cotidiano das pessoas com suas regras absurdas e inumanas. Assim como a arte, a religião inebria os fiéis levando-os ao fanatismo, ainda na obra, Origem da Tragédia, Nietzsche deixa bem claro o ponto central da questão na pergunta, O que significa dionisíaco, Antes porém, de respondê-la, ele [Nietzsche] faz mais uma pergunta, O que significa a moral sob a ótica da vida, em seguida ele [Nietzsche] aponta o cristianismo como portador de uma moral absoluta que leva o homem a abominar a vida, para o autor que está acima do bem e do mal, a atitude cristã é imoral, para ele [Nietzsche] a moral cristã é um verdadeiro suicídio [vontade de negação da vida] e aí, Nietzsche coloca o cristianismo como uma força dionisíaca, uma força movida pelo álcool eclesiástico, ou seja, a fé, concluindo que um homem alcoolizado jamais chegará ao topo da montanha [super homem].
Dentro da minha humilde opinião, concluo que a Ateologia leva o homem ao discernimento, a uma compreensão melhor da vida. Se estou errado, apresente os seus argumentos teológicos.

Anibal Werneck de Freitas.

A MAGIA DO VELHO OESTE


O cinema sempre me encantou, principalmente no tema, Velho Oeste. Apesar da violência, a magia do visual a atenuava de modo considerável, tanto assim, que acabava sendo anulada completamente.
A carruagem deslizando pela pradaria, mostrando ao fundo as montanhas, o céu azul dando uma ideia de amplidão e a vegetação escaça, quase sufocada pelas pedras, tudo isso me facinava e ainda continua fazendo o mesmo efeito.
Por outro lado, as pequenas vilas, algumas com uma única rua, com casas de madeira e a idumentária dos homens e das mulheres, tudo isso me levava a um êxtase sem igual, e, interessante, não era a minha cultura, mas me indentificava com o que me era apresentado.
Quanto à trilha sonora, devo admitir que ela me influenciou muito, tão forte quanto a cena, me senti, também, arrebatado por ela, o cowboy com o seu violão, portando um cinturão com um Colt 45, cantando, era tudo. A magia da música country funcionava magistralmente na minha alma, ao ponto de querer imitá-lo, tanto assim que adquiri o hábito de cantar e tocar violão solitariamente. Com isso aprendi, também, a cantar em inglês.
A magia do Velho Oeste ainda funciona em mim, por mais que os estadunidenses tentam estragá-la com suas guerras estúpidas pelo mundo afora.

Anibal Werneck.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

HIPÁTIA


Não acredito no ser humano muito religioso, só quer levar vantagem sobre o outro, a maioria é incapaz de reconhecer o valor do próximo, só pensa em si próprio, o Deus que ele profere geralmente é raivoso, discriminador e intolerante, é hipócrita, se julga o dono da verdade, enfim, onde chega só provoca discórdia. Pois bem, assim foi a maioria dos cristãos depois que o Império Romano se converteu à nova religião, é bom lembrar que antes da conversão, os romanos respeitavam todo tipo de religião, todavia, com o cristianismo no poder, a situação piorou, e, para piorar mais ainda, a rixa entre cristãos e judeus era ferrenha, desde então, Roma não teve mais paz, ao ponto dos cristãos destruírem a maior biblioteca do mundo antigo, em Alexandria, por pura ignorância, e, Hipátia, uma jovem professora,  foi a primeira mártir da insanidade cristã de que temos notícia na História, veja o texto abaixo,

"O último cientista a trabalhar na biblioteca [de Alexandria] foi... uma mulher! Distinguiu-se na matemática, na astronomia, na física e foi ainda responsável pela escola de filosofia neoplatónica - uma extraordinária diversificação de actividades para qualquer pessoa daquela época. O seu nome, Hipátia. Nasceu em Alexandria em 370. Numa época em que as mulheres tinham poucas oportunidades e eram tratadas como objectos, Hipátia moveu-se livremente e sem problemas nos domínios que pertenciam tradicionalmente aos homens. Segundo todos os testemunhos, era de grande beleza. Tinha muitos pretendentes, mas rejeitou todas as propostas de casamento. A Alexandria do tempo de Hipátia - então desde há muito sob o domínio romano - era uma cidade onde se vivia sob grande pressão. A escravidão tinha retirado à civilização clássica a sua vitalidade, a Igreja Cristã consolidava-se e tentava eliminar a influência e a cultura pagãs.
Hipátia encontrava-se no meio dessas poderosas forças sociais. Cirilo, o arcebispo de Alexandria, desprezava-a por causa da sua estreita relação com o imperador romano, e porque ela era um símbolo da sabedoria e da ciência, que a Igreja nascente identificava com o paganismo. Apesar do grande perigo que corria, continuou a ensinar e a publicar até que, no ano de 415, a caminho do seu trabalho, foi atacada por um grupo de fanáticos partidários do arcebispo Cirilo. Arrastaram-na para fora do carro, arrancaram-lhe as roupas e, com conchas de abalone, separaram-lhe a carne dos ossos. Os seus restos foram queimados, os seus trabalhos destruídos, o seu nome esquecido. Cirilo foi santificado."

Pelo visto, o facínora do Cirilo foi sagrado como santo, claro que isso fazia jus à justifica do cristianismo nascente, que começou com o sangue de uma inocente professora pagã, uma vergonha arrepiante  para uma religião que seria a própria negação do amor pregado pelo homem do alto da montanha, uma prova incontestável de que tudo que ele pregou foi em vão, os cristãos que se diziam seus fiéis seguidores foram os que mais transgrediram sua pregação, não tiveram dó de ninguém, gostavam de apedrejar as pessoas que não queriam se converter, realmente, não dá para levar a sério gente como esta, que tem no ódio o seu maior pilar contra aqueles que não acreditam no seu Deus, e, até hoje, muitos  continuam assim, desprezando aqueles que não comungam com a sua fé.

Anibal.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

INSTANTE CRUCIAL


Governo Dilma, pior que o do Lula no que toca à reforma agrária, nossa estrutura fundiária continua a mesma do Brasil colônia, Segundo Gilmar Mauro, dirigente nacional do movimento dos trabalhadores sem terra, a concentração de terras aumentou muito, os latifundiários dominam mais de 40% do rincão brasileiro, no campo a situação caminha para o estouro da boiada, Não dá mais para acreditar neste governo, É o grito dos sem chão, um país continental como o nosso era para não ter este problema, o problema é que ele começou mal desde as Capitanias Hereditárias que foram divididas em sesmarias e doadas à Igreja e aos ricos, ficando uma grande parte delas para o Estado, está na hora das autoridades resolverem este grande problema do campo, estamos vivendo um instante crucial.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

UM INSTANTE INUSITADO


Vivemos um momento inusitado como nunca dantes visto, meu salário de professor aumentou e, além disso, os preços do tomate, da margarina, do café, da cerveja, do arroz, do feijão, da carne, do queijo mozarela, do macarrão, da manteiga caíram tanto que o meu dinheiro está sobrando, pelo jeito, o meu 13º vai ficar incólume, realmente o nosso Governo vem valorizando a cada dia que passa o trabalhador, as greves tão comuns, hoje são coisas do passado, o ano letivo flui como um rio, a educação melhorou muito, todas as nossas escolas estão bem equipadas, estão de fazer inveja às do Japão, no setor da saúde, ninguém morre mais na fila de espera, tem leito sobrando nos hospitais, vivemos realmente um grande momento, os políticos estão cumprindo tudo o que prometeram durante a campanha de eleição, os corruptos sumiram dos noticiários, a televisão está sempre preocupada em conscientizar o povo, pois bem, estamos vivendo realmente um momento abençoado por Deus, lá de cima, do alto das nuvens, ele tudo vê com a maior satisfação nos olhos, feliz da vida por ter criado o homem, que hoje não é mais o lobo do homem, hoje é um ser tolerante que convive harmoniosamente com as adversidades, está sempre entendendo o próximo e seguindo tudo aquilo que Cristo nos ensinou do alto da montanha, deste modo, repetindo o que disse anteriormente, nós estamos vivendo um instante inusitado, acredite.

Anibal.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O VOCABULÁRIO MIDIÁTICO


Nossa grande imprensa vive um instante bastante sofrível, ela não consegue ser imparcial, está sempre do lado mais forte, através do vocabulário que utiliza o tempo todo, na Folha de S.Paulo,  por exemplo, a manchete que saiu no caderno, cotidiano, de 6/11/11, está assim, Invasor da USP proíbe entrevista e teme celular. Isso mesmo, invasor, uma palavra que dá ideia de violência, é o que não acontece quando a polícia faz o mesmo batendo em todo mundo, aí eles utilizam o verbo, ocupar, o mesmo acontece quando Israel invade o território palestino, ou seja, assentamento, ocupação, nunca invasão, agora, se os palestinos fazem o mesmo, é invasão, terrorismo, e por aí vai, é nojento o vocabulário que a grande imprensa usa. Voltando à ocupação dos estudantes na USP, agora, retribuindo a violência que sempre receberam das autoridades, todos nós sabemos porque tudo isso está acontecendo, só a mídia faz que não sabe, pois bem, sabemos que a educação no país vai de mal a pior, do contrário, esta ocupação não teria ocorrido, é só olhar para o cenário nacional, todo ano tem greve no setor educacional, porque será, uma boa pergunta.

Anibal Werneck de Freitas.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

PADRE FÁBIO X PADRE MARCELO


Isso mesmo, este é o título, também pudera, duas mega estrelas da música só querendo nome, neste momento eu pergunto, Onde está o exemplo do sacerdócio deles para os fiéis, não os invejo, pelo contrário, sinto neles um imenso vazio, pelo menos é o que passam pra mim, fiquei boquiaberto quando li na Folha de S.Paulo, na coluna da Mônica Bergamo, só faltava essa, além de padres pop star que vivem em prol do sucesso, agora dão o péssimo exemplo de serem rivais, onde está o Evangelho?, confesso que esta notícia veio confirmar o que penso deles, um absurdo, onde já se viu tal coisa, lamentável, mas isso já era de se esperar, a gente quando dá bons conselhos, primeiro tem que praticá-los.
Eis aí mais um triste instante.

Anibal Werneck de Freitas.

O CRENTE E O DESCRENTE ESTÃO NO MESMO PATAMAR. anibal werneck de freitas.